"Violência no Relacionamento"
O homem agressivo


 

  O Dr. José Roberto Paiva, através dos trabalhos desenvolvidos no Centro de Estudos e Pesquisas do Desenvolvimento da Sexualidade Humana, pôde constatar alguns aspectos do perfil psicológico do "marido agressivo".

Basicamente em todos os casos, este tipo de homem possui uma forte relação de posse sobre a mulher. Seu relacionamento se desenvolve como se ela fosse uma propriedade sua. Comumente apresenta uma forte tendência ao ciúme obsessivo.O homem que bate na mulher é um total imaturo emocional e afetivamente!

É um adulto com reações emocionais e afetivas de uma criança, não sabe lidar com suas frustrações e com a própria agressividade. Parece ter uma crise de birra quando algo não sai como ele quer... Lembra quando seu amiguinho de infância levava embora a bola quando não conseguia entrar no time? Ou destruía o brinquedo que o desagradava? A frase era: "Se você não brincar como eu quero eu não brinco mais e, se insistir eu te bato". Ainda parece a mesma frase que ele diz para a mulher depois de adulto, não?

Em muitos casos, o indivíduo agressivo teve uma infância marcada por situações de agressividade. Pode ter vindo de lares onde o pai queria exercer o poder através de tirania e autoridade; ou de pais que constantemente brigavam diante da criança. Alguns pais ainda hoje acham que educam "batendo para ensinar" ou usando constantes ameaças para conseguir dos filhos o comportamento desejado.

O homem que bate pode apresentar problemas mentais - (neste estudo do Dr. Paiva, grande parte dos homens agressivos apresentava traços psicopáticos e, a situação onde ocorria a agressividade funcionava como uma manifestação da doença . Boa parte apresentava traços paranóides , isto é, apresentavam fantasias, medos e idéias persecutórias profundamente irracionais)".

De modo geral, estes homens possuem fortes tendências à autodestruição e auto-agressividade. A mulher funciona como uma válvula para suas tensões e seus medos. Ao transferir para a mulher seus temores e tentar destruí-los nela, tem que admitir para si mesmo que ele, o grande machão tem medo da mulher, sim, o que evidentemente, pode gerar conseqüências gravíssimas (vocês já puderam ver a imagem de uma mulher barbaramente espancada?)

Outro fato importante a se considerar é a forma "amor/ódio" em relação à figura materna (que ele carrega da infância para a vida adulta). Agride a "mãe" na mulher e logo depois, torna-se carinhoso e amoroso, demonstrando estar muito arrependido. Só que a situação tende a repetir-se sempre. E a mulher, repetindo o papel da mãe, aceita as desculpas e acredita no arrependimento dele, mesmo que dure muito pouco...

O álcool é um fator que piora muito as agressões, porque ajuda a deixar o homem sem censura para praticar os atos de violência, e talvez seja o fator mais comum! São aqueles que bebem para romper os limites e para tentar se sentir mais seguros na sua masculinidade.

Fico pensando que para aceitar um tipo de homem desses, a mulher também deve ter um perfil típico, porque ao conhecê-lo, ela já deveria saber onde está se metendo! Conformar-se em apanhar já implica em ter um valor onde o poder é tudo, e ela se submete a qualquer coisa para não romper esta relação. Que tipo de mulher é esta? Parecida com este homem?

 

Colaboração Neide Folino